Instituição

Fotos do interior do prédio do Midrash

Midrash quer dizer extrair sentido. As casas de estudo e interpretação na tradição judaica tinham este nome. Nelas o interesse girava em torno do comentário e da capacidade de revelar as entrelinhas e o contexto. E foi do envolvimento com signos e significados que a prática do Midrash aprofundou o estudo da linguagem e se dedicou à diversidade da hermenêutica, às camuflagens do inconsciente e ao oculto da cabala.

Para empreender esta prospecção em áreas tão abstratas, o estudo do Midrash gerou uma classificação em quatro esferas ou quatro mundos que utilizaremos também na estrutura de nossa programação. Esses mundos são:

O mundo físico do fazer, Mundo das Narrativas(literal). O mundo emocional, do sentir, Mundo das Poéticas(alusivo), O mundo mental, do pensar, Mundo das construções(simbólioco). O mundo espiritual, do ser, Mundo das Desconstruções(secreto)

As Atividades do Midrash Centro Cultural ocorrerão nestas diferentes áreas do fazer, sentir, pensar e ser, promovendo a busca por sentido e aperfeiçoamento.